LÍNGUA DE PRATA DICÇÃO-SERPENTE


06  de janeiro de 2021

︎

 

Perfil de Laysa por Ana Matheus Abbade



Fotografia Cássia Tabatini 
Assistente de Fotografia Victor Cazuza
Digitec Magu Mariotto
Set Designer e Props Ana Arietti
Styling e Direção Criativa George Krakowiak
Assistente de Styling Miguel Cuenca
Beleza Branca Moura
Assistente de Beleza Caique Marciano
Unhas Surra de Unha


As línguas de prata no chão se transformam em cobras, ásperas e cor-de-prata. Unhas longas e pontiagudas assimétricas nas mãos apontam, indicam, sinalizam. Ornamentos, ondas ou calor de azul, amarelo, roxo e vermelho. Laysa (Brasil, 1991) é artista, rapper, cantora e compositora com o atual ‘India’ e o single ‘Prepara’ de 2020. Tem início de seu repertório no ano de 2016 com o álbum ‘129129’ seguido pelos singles ‘Panda’ e 'Solitária' de 2018, ‘Gatilho’ e ‘Bio’, ambos de 2019. Do conjunto das composições de Laysa, ao longo de cinco anos de trajetória, a artista faz uso da música para atravessar problemáticas e desdobramentos da vivência ao criar um território de afirmação e celebração, assim como, ao mesmo tempo, esquecimentos e silêncios.


Urgente, Laysa ultrapassa limites dicotômicos, ao incorporar em ritmo, narrativa e dicção as suas transformações, compreensões cotidianas e lugares de conhecimento sobre si e o mundo. Dicção-serpente, que senão o dragão, que senão a cobra, que senão a lua. Corpo transmissível, a língua é o útero da comunicação. Em sua música, percebo o constante fluxo entre a informação e a mensagem, reverberando a comunicação e presença de corpo que se escuta ora em sentimento de semelhança e ora de diferença. Se tocamos a diferença, tocaremos naquilo que não há: nesse percurso meu pensamento se interessa já na minha possibilidade de interdição: só se revoluciona em movimentos as corpas, se inteira.













































Agradecimentos 4.2 STUDIOS



Conheça mais o trabalho de Laysa aqui

Mark